Bife ao ponto ou mal passado? Como acertar cada ponto da carne

Carne selada, mal passada, bem passada ou ao ponto: os brasileiros podem até divergir sobre qual é o melhor ponto do bife, mas não conseguem dizer não a uma carne vermelha bem temperada na hora do almoço. Seja qual for a sua preferência, nós separamos algumas dicas pra te ajudar a acertar o ponto da sua carne de primeira! Quer saber mais? Então, dá uma olhada!

Carne vermelha selada é muito suculenta

Para os que amam um bife macio, bem avermelhado e com todos os seus aspectos naturais, selar a carne é a melhor forma de prepará-la. E pode ficar tranquilo que não tem nenhum mistério: basta pegar uma frigideira já aquecida, colocar um fio de azeite ou um pouco de manteiga e deixar a carne criar uma leve crosta em ambos os lados da sua superfície. O segredo é não deixá-la na chapa por muito tempo e manter a sua textura interna preservada! Só não se esqueça de mariná-la pelo menos meia hora antes do preparo para garantir aquele gostinho a mais.

Selar a carne é bem simples e mantém a sua estrutura interna quase intacta
Selar a carne é bem simples e mantém a sua estrutura interna quase intacta

Obs.: Esse ponto também é conhecido como “ponto bleu”, então se você ler algo por aí sobre isso, já sabe ao que se refere!

Mal passada: o ponto da carne mais pedido do churrasco

Apenas um estágio acima da carne selada, o ponto mal passado é o mais cobiçado pelos amantes de churrasco: ele preserva a vermelhidão do bife, mantém a suculência do miolo e cria uma crosta somente um pouquinho mais extensa e douradinha do que o ponto anterior. Para preparar a sua carne dessa forma, tudo o que você precisa é selar o seu bife por mais tempo – cerca de 2 minutos em cada lado já é o suficiente!

Bife ao ponto ou ‘na medida certa’

Se você for a um restaurante e pedir um pedaço de picanha sem mais especificações ela provavelmente será servida “ao ponto”. Essa é a forma de preparo mais tradicional de todas e considerada por muitos a “medida certa” da carne.

A diferença, no entanto, não está somente no tempo de cozimento: para deixar o seu bife ao ponto, você deve grelhá-lo por cerca de 3 a 4 minutos (de cada lado) e ficar de olho na transformação de sua estrutura. Quando a carne se aproximar a uma cor caramelizada por fora e levemente rosadinha por dentro significa que você alcançou o ponto certo! E se ela perder o aspecto suculento inicial, não se espante: nós garantimos que o sabor final é o que mais conta.

Carne bem passada é crocante e supercaramelizada

O ponto bem passado é o mais polêmico entre os apreciadores da carne bovina. Afinal, quanto mais “passada” ela estiver, mais aspectos da sua estrutura natural serão alterados. Esse é aquele bife bem torradinho (mas nada queimado!), crocante e caramelizado, sem nenhum tom rosado internamente. 

Para prepará-lo você deve assar a carne por, no mínimo, 6 minutos em cada lado da superfície. O grande segredo é assá-la em fogo alto e não deixá-la torrar muito. Por isso, fique de olho na textura! Alias, uma dica: quando você reparar que o seu bife encolheu de tamanho (devido a perda de água), corte um pequeno pedaço e prove. Desse jeito ficará mais fácil de acertar o ponto ideal. 

Dica bônus: Sempre mantenha a capa de gordura da sua carne durante o cozimento (sobretudo se você optar pelo ponto bem passado). Isso deve preservar a maciez do seu bife!

Por https://www.casapraticaqualita.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *