COVID-19: SP recebe 195 toneladas de alimentos doados à população em situação de risco

Itens como leite, sopas, biscoitos e cafés serão entregues para pessoas em situação de vulnerabilidade no período da pandemia

O Governador João Doria anunciou nesta segunda-feira (30), ao lado do Secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado, Gustavo Junqueira, e do Vice-Presidente Jurídico e de Assuntos Públicos da Nestlé Brasil, Gustavo Bastos, a doação de itens não perecíveis para os cidadãos afetados pela crise da COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus.

“Estamos falando na ordem de quase R$ 3 milhões em produtos à disposição neste momento de necessidade. Os alimentos serão entregues para o comitê de doações do Governo e distribuídos em regiões conforme a necessidade. O agro e a indústria são a força do nosso Estado e, em um momento como este, mostram solidariedade para mantermos a roda girando”, afirma o Secretário de Agricultura e Abastecimento, Gustavo Junqueira.

“A Nestlé tem duas prioridades neste momento: a saúde e bem-estar de seus colaboradores e o abastecimento regular dos lares brasileiros com alimentos, bebidas e nutrição. Para nós, é muito importante colaborar com as famílias que, neste momento, enfrentam dificuldades”, salienta Gustavo Bastos, Vice-Presidente Jurídico e de Assuntos Públicos da Nestlé Brasil.

A empresa seguirá em contato com os representantes e time técnico do Governo de São Paulo para a operacionalização das entregas.

Abastecimento

Em razão da pandemia do novo coronavírus, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado instituiu, nos últimos dias, um Grupo Técnico de Monitoramento do Abastecimento de alimentos e produtos agropecuários no Estado. O objetivo é pesquisar, analisar e orientar o setor privado e a população para que atuem de acordo com o momento atual.

Além disso, serão criados manuais de prevenção destinados a todos os elos envolvidos na produção, processamento, comercialização e distribuição desses itens. O Secretário Gustavo Junqueira pontua que o momento pede integração ainda maior do setor e apoio de toda a sociedade. “Vamos apoiar a atividade econômica do agronegócio, que representa 21% do PIB brasileiro e é responsável por gerar empregos e alimentos para todas as famílias do nosso País”, reitera Gustavo Junqueira.

O grupo será composto pelo Secretário de Agricultura e Abastecimento, Gustavo Junqueira, do Presidente da InvestSP (Agência de Promoção de Investimentos e Competitividade), Wilson Mello, de representantes da Prefeitura de São Paulo, da Associação Brasileira da Industria de Alimentos (ABIA), Associação Paulista de Supermercados (APAS), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (ABRASEL), Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado de São Paulo (FETCESP) e Instituto de Foodservice Brasil, assim como personalidades do setor privado.

Distribuição

O Gerente de Economia e Inteligência Competitiva da ABIA, Cleber Zumkeller Sabonaro, elogiou a iniciativa. “É de grande importância e relevância a ação da Secretaria de Agricultura e Abastecimento em constituir um Grupo Técnico de trabalho com representantes das cadeias de produção e distribuição de alimentos do Estado para avaliar os desafios e encaminhar propostas que garantam a segurança alimentar e a saúde da população paulista, com a preservação de empregos e a perenidade das empresas”, diz.

Para obter resultados ágeis eficientes, o grupo de trabalho poderá convidar representantes dos setores público e/ou privado que, por seus conhecimentos, possam auxiliar no desenvolvimento das atividades. “Desta forma, o Estado, através destas ações, demonstra convergência e responsabilidade pela população, saúde pública e economia em geral e, ao mesmo tempo, se aproxima da população, de forma prática e consciente, de forma a dar suporte e segurança do ente público maior”, completa Omar Ahmad Assaf, da APAS.

Visando à responsabilidade da pasta de elaborar programas de escoamento de produtos agrícolas e oferta de alimentos junto ao setor produtivo, de zelar pela segurança e confiabilidade dos produtos, da produção e de toda a cadeia do agronegócio no Estado e de executar atividades de assistência, treinamento, orientação e divulgação dos assuntos relacionados ao abastecimento e à comercialização de produtos alimentícios, o Grupo Técnico ficará encarregado de produzir relatórios de monitoramento do Estado dentro do período da pandemia, garantindo que nada falte na mesa da população.

Com informações do Gov de SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *