Governo Federal reforça a importância das políticas públicas para as mulheres

A ações implementadas visam garantir os direitos como saúde, educação, trabalho e segurança

Dia 8 de março se comemora o Dia Internacional da Mulher – Foto: Banco de imagem

No Dia Internacional da Mulher, celebrado no dia 8 de março, o Governo Federal reforça a importância das políticas públicas estarem presentes em todos os ciclos de vida da mulher. São ações que envolvem cuidado da saúde, educação, trabalho e segurança.  

Entre as estratégias do Governo Federal, destaca-se a ampliação dos serviços da Casa da Mulher Brasileira, que oferece o atendimento humanizado às mulheres vítimas de qualquer tipo de violência. No ambiente são oferecidos serviços de apoio psicossocial, promoção de autonomia econômica, acolhimento, triagem médica, além de também proteger os filhos dessas mulheres. A casa faz parte dos eixos do programa Mulher, Viver sem Violência do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, que anunciou a implantação de 25 novas unidades ainda em 2020. 

A ministrada Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves reforça as ações que o governo está trabalhando para fortalecer a presença da mulher na sociedade. “Este governo tem compromisso com a proteção e com a defesa da mulher. Como política pública de proteção e defesa da mulher, vamos entregar para o Brasil, 25 novas unidades da Casa da Mulher Brasileira. Agora adaptada inclusive para os municípios pequenos. É dessa forma que o governo mostra seu compromisso”, afirmou a ministra.

Outra ação importante do Governo Federal é o novo ligue 180 que foi reorganizado e agora consegue atender a mulher com mais agilidade segundo a ministra Damares Alves. “Menos de trinta segundos a ligação poderá ser atendida. No passado, as mulheres chegavam há ficar 80 minutos em uma ligação para denunciarem a violência. E dessa forma que a gente mostra compromisso e respeito com a mulher”, afirmou.

A Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180 é um serviço onde à mulher por meio da ouvidoria consegue relatar à violência sofrida tanto no âmbito nacional como no internacional. A ligação é gratuita e confidencial. O canal de denúncia funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana, no Brasil e em outros 16 países. Entre eles, Argentina, Bélgica, Espanha, EUA (São Francisco e Boston), França, Guiana Francesa, Holanda, Inglaterra, Itália, Luxemburgo, Noruega, Paraguai, Portugal, Suíça, Uruguai e Venezuela.

Saúde

No Dia Internacional da Mulher, o Ministério da Saúde reforça que o Sistema Único de Saúde (SUS) está presente em todos os momentos, desde o nascimento a velhice. São ações de cuidado, prevenção e promoção da saúde, que vão da atenção básica de saúde ao serviço especializado.

A partir da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher são ofertadas ações educativas reforçando a importância da imunização em todas as faixas etárias. São desenvolvidas estratégias de planejamento reprodutivo, que vai do pré-natal, passa pelo parto até ao puerpério. Dentro da promoção da saúde são incentivados hábitos saudáveis, entre eles, alimentação in-natura e atividades físicas.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta relata as principais estratégias em relação aos serviços de saúde ofertados para a mulher no SUS.

 Com informações do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e do Ministério da Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *