Ministério da Educação divulga resultado do 1º semestre do Fies

Cerca de 270 mil estudantes concorreram a 70 mil vagas disponíveis. Estudantes devem complementar a inscrição a até o dia 2 de março

Já está disponível o resultado do processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o primeiro semestre de 2020. Nesta edição, serão ofertadas 70 mil vagas em instituições privadas com juros zero. Cerca de 270 mil estudantes se inscreveram para participar do programa do programa do Ministério da Educação. Para acessar o resultado, o estudante deve ter uma conta no Gov.Br, e entrar com o número do CPF.

O estudante selecionado deve acessar o site do Fies e inserir informações complementares exigidas pelo programa, como dados bancários, informações sobre o fiador e sobre o seguro para pagamento de dívida em caso de falecimento. Além disso, o candidato deve validar as informações, em até cinco dias, junto à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA), que fica na própria instituição de ensino onde fará o curso.

Após a validação dos dados, o estudante deve procurar, em até 10 dias, a  agência da Caixa Econômica Federal escolhida na hora da inscrição. A formalização do contrato de financiamento é feita nesse momento.

Cronograma

Inscrições: 5 a 14 de fevereiro
Pré-seleção: 26 de fevereiro
Complementação da inscrição: 27 de fevereiro a 2 de março de 2020

Os candidatos que participaram do processo seletivo, e não foram aprovados, são automaticamente incluídos em uma lista de espera. Os estudantes devem acompanhar a pré-seleção, de 28 de fevereiro a 31 de março, no site do Fies.

Fies

O Fundo de Financiamento Estudantil  é um programa do Ministério da Educação com o objetivo de conceder financiamento a estudantes em cursos superiores não gratuitos, com avaliação positiva pelo órgão responsável.

O estudante que aderiu ao Fies começa a pagar o financiamento estudantil a partir do primeiro mês após a conclusão do curso. Caso o estudante esteja empregado, a parcela é descontada em folha de pagamento. A taxa efetiva de juros para estudantes que se enquadrem na modalidade Fies será de juros zero. Para estudantes que se enquadrem na modalidade P-Fies, dependerá das taxas estipuladas pela instituição financeira (que pode ser privada ou banco regional de desenvolvimento).

Caso o estudante ainda não possua renda no momento previsto para o início do pagamento das parcelas, o financiamento será quitado em prestações mensais equivalentes ao pagamento mínimo, de acordo com regulamento do programa. O financiamento respeitará a capacidade de pagamento do estudante. A estimativa é que a dívida seja quitada em um prazo de 14 anos.

Com informações do Ministério da Educação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *